Imprimir

Fafram participa da Agrishow 2013

AddThis Social Bookmark Button

Entre as instituições de ensino que participam da Feira, a Fafram é a única que esteve desde a 1ª edição da Feira de Tecnologia


Na semana passada, a Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram) – instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava – marcou presença na 20ª edição da Agrishow, realizada em Ribeirão Preto. Entre as instituições de ensino que participam da Feira, a Fafram é a única que esteve desde a primeira edição da Feira de Tecnologia, realizada em 1993.

O estande da faculdade – que foi organizado pelo Departamento de Marketing da FE – mostrou a história da entidade, os cursos e os projetos de pesquisa e extensão oferecidos pela instituição, em parceria com como o inPEv, ANDEF, SONDATERRA e a METRIA.

“A participação da Fafram, através da apresentação de projetos sociais, foi muito importante, tendo em vista o cenário atual do Agronegócio e a pela experiência proporcionada aos nossos alunos por participar de uma feira desse porte”, avaliou o presidente da FE, o agrônomo Paulo César da Luz Leão, que esteve no evento, juntamente com demais diretores da instituição mantenedora.

Durante a Agrishow, o estande da faculdade recebeu cerca 8,5 mil visitantes. “Passaram pelo local pessoas interessadas em conhecer melhor os nossos cursos, e registrar o momento junto aos implementos agrícolas que ficaram em exposição, fornecedores e possíveis parceiros”, disse o diretor da Fafram, Márcio Pereira.

O diretor agradeceu à diretoria da FE pelo total apoio aos projetos desenvolvidos pela Fafram. “Sem este apoio incondicional, seria impossível desenvolvê-los e beneficiar tantas pessoas”, concluiu Pereira.

Informações
A equipe da Fafram realizou dois tipos de cadastros durante a 20ª Agrishow: o primeiro foi de pessoas interessadas em receber informações da faculdade sobre vestibulares, cursos de pós-graduação, workshops, etc.; o segundo reúne informações sobre ex-alunos da instituição de ensino.

O ex-aluno Luis André Fortunato foi um destes ex-alunos que passaram pelo estande da faculdade. “Gostei de rever a diretoria e os professores da Fafram. A participação nestes eventos sempre foi muito importante, pois a Agrishow expõe a faculdade para o Brasil, pois foi desta forma que conheci a instituição de ensino. A faculdade está ao lado de grandes instituições financeiras e de grandes marcas agrícolas”, afirmou.

Fotos da Feira

Imprimir

A FAFRAM está oferecendo curso de capacitação sobre a NR-31.

AddThis Social Bookmark Button

A FAFRAM está oferecendo curso de capacitação sobre a NR-31. O curso aborda os aspectos referentes à saúde e segurança no trabalho, além das questões sobre a prevenção de riscos, acidentes e noções de primeiros socorros.
As empresas interessadas deverão entrar em contato pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

NR-31
A Norma Reguladora 31 tem por objetivo estabelecer os preceitos a serem observados na organização e no ambiente de trabalho, de forma a tornar compatível o planejamento e o desenvolvimento das atividades da agricultura, pecuária, silvicultura, exploração florestal e aquicultura com a segurança e saúde e meio ambiente do trabalho.
Esta Norma se aplica a quaisquer atividades da agricultura, pecuária, silvicultura, exploração florestal e aquicultura, verificadas as formas de relações de trabalho e emprego e o local das atividades.

A NR 31 também se aplica às atividades de exploração industrial desenvolvidas em estabelecimentos agrários.  Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária, Silvicultura, Exploração Florestal e Aquicultura, redação dada pela Portaria nº 86 de 03 de março de 2005, tem por objetivo estabelecer os preceitos a serem observados na organização e no ambiente de trabalho, de forma a tornar compatível o planejamento e o desenvolvimento das atividades da agricultura, pecuária, silvicultura, exploração florestal e aquicultura com a segurança e saúde e meio ambiente do trabalho.

Imprimir

Fafram constrói novas instalações para confinamento de gado leiteiro

AddThis Social Bookmark Button

De acordo com Eliana D Auria, os animais passam por criteriosa seleção em relação à produção de leite, reprodução e outros fatores. “São preferidos os animais com características desejáveis. Dessa forma, o rebanho tem, cada vez mais, um número maior de animais geneticamente superiores”, ressalta.

A coordenadora também falou sobre novos projetos para o setor. “Atualmente, está em fase de construção um confinamento para bovinos de engorda o que possibilitará a realização de muitas pesquisas e a elaboração de diversos trabalhos envolvendo tanto os alunos da Medicina Veterinária quanto da Agronomia”, complementa a professora.

“Todos os serviços prestados no setor da Bovinocultura estão disponíveis para todos os criadores que se interessarem por uma assistência técnica realizada por professores e alunos da Fafram”, conclui Eliana.

Imprimir

FAFRAM completa 25 anos de criação

AddThis Social Bookmark Button

Evento comemorativo será realizado na próxima terça-feira, dia 11, no Tênis Clube

Na década de 80, a região Norte do Estado despontava como uma das principais regiões produtoras agrícolas do país. E essa vocação econômica pode ter sido uma das razões de surgir a necessidade de profissionais qualificados para atuar na área.

Foi então, que um grupo de pessoas se mobilizou para instalar a Faculdade “Dr. Francisco Maeda” (Fafram), que foi criada em 1987 e reconhecida oficialmente através da Portaria Ministerial nº 1.456, de 14/10/92 e publicada no Diário Oficial da União, de 5/11/92.
Para marcar a data, a diretoria da Fundação Educacional de Ituverava – mantenedora da instituição de ensino superior, realiza na próxima terça-feira, 11 de dezembro, cerimônia de confraternização em comemoração aos 25 anos de Fafram.

O evento será no Ituverava Tênis Clube Prestígio
A Fafram, hoje, se alinha as mais conceituadas instituições de ensino do país. Este fato pode ser comprovado pela atuação e prestígio conquistados por notas emitidas pelo Ministério da Educação e Cultura, e pelo alto índice de empregabilidade dos formandos.

São mais de 1,8 mil alunos matriculados em quatro cursos de graduação: Agronomia, Medicina Veterinária, Direito e Sistemas e Informação. Além da graduação, a faculdade oferece inúmeros cursos de pós-graduação, em nível lato sensu.

Com uma área experimental de ensino e pesquisa de 70 hectares, dispõe de excelente estrutura física em salas de aulas teóricas e práticas, em laboratórios didáticos, de pesquisa e de extensão, além de prédios de Departamentos, compreendendo os Núcleos de Conteúdos Básicos, de Conteúdo Essenciais e de Conteúdos Específicos.

A Biblioteca do campus II é uma das melhores da região, provida de livros e revistas técnico-científicas. Na área experimental, os alunos acompanham e desenvolvem projetos de pesquisa e ensino prático.

Setores
A Faculdade também possui duas áreas de produção e desenvolvimento, sendo um localizado em uma área de 213 hectares, no município de Buritizal e outra área de 24,2 ha, em Ituverava.

A instituição de ensino coordena e desenvolve projetos de pesquisa de interesse de outras instituições públicas e privadas, funcionando como um importante centro de produção e divulgação científica tecnológica.
A Fafram desenvolve atividade de extensão com a comunidade regional e outras regiões do país, através da participação dos professores e consultorias em empresas públicas e privadas. A Faculdade promove palestras, dias de campo, cursos, seminários e a já tradicional “Semana Agronômica”, totalmente organizada pelos alunos.As programações visam favorecer a vida universitária.

A Agronomia
O curso de Agronomia – o primeiro a ser oferecido pela Faculdade – tem duração de cinco anos, sendo quatro anos e meio dedicados às disciplinas dos núcleos principais que compõem a sua estrutura curricular.

O último semestre é dedicado à residência e às atividades complementares, relacionadas ao interesse do aluno em relação ao mercado de trabalho e ao seu futuro profissional.

O estágio profissionalizante em empresas públicas e privadas – que é uma exigência para que o aluno se formar – permite associar conhecimentos acadêmicos com a prática e a realidade do mercado de trabalho.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Fafram investe em melhorias no setor da bovinocultura

AddThis Social Bookmark Button

Criação de gado leiteiro é estudada por alunos do curso de Medicina Veterinária e de Agronomia

Além da qualidade de ensino bastante elogiada, a Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram) oferece ótima estrutura física e espaço privilegiado. A instituição de ensino funciona no Sítio das Acácias – local amplo, cujo campus é distribuído em 70,78 hectares, o que possibilita o desenvolvimento de vários projetos de cunho educacional.

Entre eles, está a criação de gado leiteiro. “Além da produção, o rebanho da raça Girolando possibilita aos alunos a oportunidade de aprender técnicas relacionadas às biotecnologias da reprodução, como ‘Inseminação Artificial’ e ‘Inseminação Artificial em Tempo Fixo’. Oferece também aulas práticas na área de Clínica Médica de Ruminantes”, afirma a coordenadora do setor Eliana d’Auria.

Em entrevista à Tribuna de Ituverava, ela explica que, atualmente, o rebanho é certificado como “Livre de Brucelose e Tuberculose”, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

“Esta certificação tem grande importância, principalmente pelo fato destas duas patologias serem consideradas zoonoses, ou seja, doenças de animais que são transmissíveis para o ser humano. Porém, os alunos podem ter contato com os animais, sem o risco de contágio”, diz a coordenadora.

Estrutura
A estrutura da Bovinocultura conta com um sistema de ordenha mecânica, onde os alunos dos cursos têm a oportunidade de participar do processo de uma ordenha higiênica. “Eles também podem realizar testes para detecção precoce de Mastite, doença de grande relevância na pecuária leiteira.

A professora também fala dos experimentos no setor. “Os projetos desenvolvidos tem também o objetivo de ajudar nos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), proporcionando a associação da teoria aprendida na sala de aula com os resultados práticos de campo”, explica Eliana.

A professora ressalva ainda que alunos de todos os ciclos de Medicina Veterinária participam das vacinações de aftosa, raiva, carbúnculo e outras imunizações contra doenças que afetam os bovinos. Também são feitas vermifugações, aplicações de vitaminas e de fortificantes, em épocas específicas.

“Estas atividades são exercidas durantes as aulas. Esta prática serve para que, desde o início do curso, os alunos tenham oportunidade de entrar em contato com os animais e as boas práticas de manejo”, acrescenta a professora.

Imprimir

COLAP - Comissão de Acompanhamento e Controle Social do PROUNI

AddThis Social Bookmark Button

 

Portaria Nr. 08/2018

Imprimir

Alunos da APAE visitam o HV da FAFRAM

AddThis Social Bookmark Button

Nessa semana, alunos da APAE de Ituverava visitaram o Hospital Veterinário no campus da FAFRAM. Em agradecimento Lucymara Sanches da APAE em nome de toda equipe diz "Está sendo muito importante a frequência dos voluntários desse projeto para nossa entidade, foi de grande valia na socialização dos alunos entre si, professores e terapeutas. Houve uma melhora na comunicação e na ansiedade, trouxe disposição e auxiliou na coordenação motora global. Sem contar a grande felicidade que a vinda dos animais trouxe aos portadores de necessidades especiais (aos nossos alunos).

Agradecemos a calorosa acolhida que tanto nos agraciou no passeio cultural como no lanche delicioso que tomamos no piquenique ao ar livre.


A importância da integração alunos da veterinária e APAE só fortalece a ideia que não existe preconceito e sim uma grande amizade."

 

 

Veja Também

Prev Next